dcsimg

Veja 8 dicas fundamentais pra ir bem em espanhol no ENEM


Se no Enem às vezes é difícil de encarar a prova em português, imagine em outro idioma!

O exame de língua estrangeira tem somente cinco questões. São poucas, mas podem dar dor de cabeça aos candidatos. Muitas vezes trazem textos extensos, cheios de pegadinhas para testar a capacidade de ler e interpretar em outra língua. Tanto espanhol quanto inglês – as duas opções possíveis do Enem – são idênticas nesse aspecto.

A prova de espanhol do Enem é aplicada no segundo dia do Exame, e está junto das 45 questões de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. No mesmo dia o aluno terá que fazer também a prova de Matemática e suas Tecnologias e a de Redação – tudo isso em apenas 5 horas e meia. Uma verdadeira maratona!

Embora seja uma prova que vai exigir um bom nível de conhecimento, não é tão difícil se dar bem em espanhol. Basta redobrar a atenção, desenvolver um bom vocabulário,  ler bastante e seguir algumas dicas que preparamos para você a seguir.

Leia e descubra as 8 maneiras de se dar bem em espanhol no Enem!

 

1. Mude a ordem de leitura da prova

A prova de espanhol organiza as questões no seguinte formato:

  1. Texto em espanhol (às vezes pode aparecer também na forma de um quadrinho, um gráfico, um comercial, etc.)
  2. Enunciado da questão em português
  3. Opções de resposta em português

A dica de ouro aqui é: se você quebrar a sequência lógica da questão, vai conseguir melhorar o foco. É bem simples de fazer! Veja como:

  1. Ao chegar na questão, pule direto o enunciado em português. Leia com bastante atenção e vá para o passo seguinte.
  2. Agora leia o texto em espanhol e, nele, já tente tente identificar a resposta para a o que foi pedido na questão.
  3. Depois é só buscar a alternativa que mais se encaixa entre as cinco possíveis.

Isso ajuda o candidato a resolver cada uma das cinco perguntas da prova com muito mais foco e rapidez. Saber o que o texto pede é meio caminho andado para identificar a resposta sem precisar reler o conteúdo duas ou três vezes.

Parece pouco, mas esse truque garante preciosos minutos a mais para a resolução das outras tantas questões de Linguagens e Códigos, Matemática e Redação. Lembre-se: são só cinco horas e meia para resolver tudo!

 

2. Dê foco absoluto em interpretação de textos!

As provas de língua estrangeira do Enem se resolvem basicamente com leitura e interpretação de textos. E só existe uma maneira de aperfeiçoar essa habilidade: lendo e pesquisando o que puder em espanhol: livros, jornais, artigos e blogs. Escrever também é uma boa porque ajuda o cérebro a fixar melhor a estrutura da língua e a assimilar as palavras. Pesquisar o significado de determinados termos em dicionários e incluí-los em um contexto também ajuda.

Mas lembre-se: língua não é algo que se aprende do dia para a noite. É importante já ter um estudo prévio ou se dedicar bastante antes das provas.

3. Tenha cuidado com as palavras idênticas

Uma das grandes armadilhas do espanhol são os chamados “falsos cognatos”, ou seja, palavras idênticas ao português (na fonética e/ou na grafia) mas que têm significados bem diferentes. Por exemplo:

Berro – agrião

Borracha – bêbada

Desabrochar – desabotoar

Despido – demissão

Exquisito – requintado

Fecha – data

Oficina – escritório

Pastel – bolo

Propina – gorjeta

Um falso cognato pode mudar toda a ideia de um texto e conduzir o candidato ao erro. Portanto, fique atento: você só vai conseguir identificar esse recurso com um bom conhecimento vocabular.

 

4. Não deixe a gramática de lado

A prova de espanhol no Enem é essencialmente interpretativa, mas não deixe de lado aspectos como tempos verbais e uso de pronomes. Eles são essenciais para uma boa leitura. Não se esqueça também de dar uma estudada em:

  • Conjunções
  • Advérbios
  • Artigos definidos e indefinidos
  • Substantivos e adjetivos
  • Verbos ser, estar e haver

 

Aqui só não vale perder tempo decorando mil regrinhas de gramática. Não é isso que o Enem vai avaliar na prova.

 

5. Leia jornais em língua espanhola

Além de dar uma turbinada na sua capacidade de leitura, ler jornais ajuda a se familiarizar com as provas. É que o Enem gosta de usar os maiores periódicos da América Latina e da Espanha como fonte de questões.

Anote alguns dos principais jornais on-line da América Latina e inclua-os em sua rotina de estudos:

Dê atenção especial àquelas matérias que envolvem o Brasil ou alguma grande causa latino-americana – pois são esses os assuntos que o Enem mais pede.

 

6. Faça as provas das edições anteriores

A melhor maneira de entender o que o Enem pede na prova de espanhol é fazendo as provas das edições anteriores. Tem para baixar gratuitamente na internet, com gabarito e tudo, desde o primeiro Exame, de 1998. O ideal, no entanto, é prestar atenção nas provas a partir de 2009, quando o Enem mudou para o formato atual.  

Para facilitar ainda mais, você ainda encontra diversos sites e vídeos que oferecem resolução comentada das questões. É uma boa oportunidade de aprender.

E por falar em vídeo, outra boa fonte de estudos é o YouTube. A plataforma tem milhares de vídeos produzidos especialmente para falar da prova de espanhol do Enem. Use e abuse desses recursos que a internet oferece!

 

7. Entenda o que a prova do Enem quer avaliar

Faça uma leitura detalhada do edital do Enem. Na seção de competências, por exemplo, encontramos pistas de como a prova será avaliada. As questões vão analisar sua capacidade de:

  • Demonstrar que possui familiaridade com informações, tecnologias e culturas estrangeiras.
  • Associar vocábulos e expressões ao tema da questão.
  • Reconhecer a importância da produção estrangeira como representação da diversidade cultural e linguística.
  • Conhecer estruturas linguísticas, sua função e seu uso social.

 

8. Por último: faça uma escolha consciente

É muito comum o candidato optar pela prova de espanhol por ser “uma língua mais parecida com o português”. Se você está nessa, cuidado: esse é um erro do qual muita gente se arrepende ao abrir o caderno de questões.

A escolha da prova de língua estrangeira acontece no momento da inscrição. Uma vez feita, o candidato só tem até o dia do encerramento das inscrições para mudar de ideia. Depois disso, nada feito.

Por isso, na hora de se inscrever para o Enem, tenha plena certeza de que quer mesmo fazer a prova de espanhol e dedique-se ao estudos com afinco. São só cinco questões, mas vale a pena!

 

 

Veja também:

Confira 8 dicas de Matemática para o vestibular e o ENEM 

 

Vai optar por espanhol no Enem? Compartilhe com a gente dicas de estudos!


Comentários

Veja mais artigos de Vestibular

<< Outros artigos de profissoes

Comentários

Siga-nos:

Instituições em Destaque

 
 

Newsletter

Cadastre-se na nossa newsletter e receba as últimas notícias do Vestibular além de dicas de estudo: